Arquivo do mês: agosto 2008

“A audácia da esperança”

Às vezes nos acontece de presenciar um fato qualquer ou receber uma informação que parecem ser, a nós, endereçados exclusivamente. É como quando nos apaixonamos: num instante em que estamos olho no olho com a pessoa amada, parece que nada mais existe … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Pessoas que a gente encontra de repente

Algumas pessoas passam por nós, nos notam e nos dizem algo sobre nós. Algumas pessoas nós notamos e percebemos dizerem algo sobre si mesmas. Percebendo, a alma da gente tem oportunidade de sair das profundezas de quem somos na realidade e derramar o … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Simples assim

Houve um tempo em que visitar os meus pais significava matar um fim de semana. O encontro era difícil; além das críticas e expectativas que minavam as minhas energias, eu não sabia apreciar o que vivíamos de bom no momento. Ficávamos muito sensíveis a … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Berço Esplêndido

Quando crianças, nossos desejos devem ser atendidos imediatamente, assim como nossa dor e nossa fome devem parar e quando aqueles adultos cruéis, egoístas, burros e insensíveis nos contrariam ou nos magoam, devem ser condenados à fogueira como bruxos.   Pensamos que somente quando … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Nunca mais

Nunca, mas nunca mesmo, vou a um banco com porta giratória e sensor de metais que não tenha, do lado de fora, um guarda-volumes. E nunca com uma bolsa grande com badulaques dentro, precisando de faxina: moedas, grampos, brincos, pilhas, papéis, papéis, papéis, … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

A felicidade que o valor dá

"O que foi? Parece triste, aconteceu alguma coisa?", perguntei com naturalidade, depois de engolir rápido um gole de água, sem desviar os olhos dela. Minha colega de escritório e eu tínhamos acabado de almoçar depois de uma reunião de trabalho. O dia estava exuberante; sem nuvens no … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Sorte à moda Chinesa

No biscoito da sorte do jantar desta noite, "Não tente tirar a lua do fundo do mar". Fechei o livro que usava pra estudar Francês e a agenda onde eu anotava, entre uma garfada de frango xadrez e outra, tarefas a cumprir … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário